Monday, May 08, 2006

Aviso, parte II [para português à solta]

Recomendo cuidado a todos aqueles que se dedicam à actividade do patim em linha. Basta uma pequena distração, ou uma tentativa tola de executar um salto mais artístico - suicida - e o resultado pode ser triste. Não é bonito ter que passar meses enrolado numa ligadura azul sem chegar à unha do dedo grande do pé, vê-la a crescer desmesuradamente para lá do absurdo, senti-la a raspar no soalho sem a poder cortar, tomar banho mumificado em película aderente, lavar os dentes equilibrando-se apenas num pé e duas canadianas (mesmo que sejam umas canadianas muito boas), estar dependente da boleia dos colegas para ir trabalhar, etc.

Portanto o meu aviso é: não partam pernas. É uma chatice.

3 comments:

Português à Solta said...

Boas razões para andar de patins em linha:
- Um tipo sente-se mais novo (mesmo que tenha a idade de Cristo),
- É uma coisa sexy!?
- Pode-se partir uma perna.

Boas razões para ter uma perna partida:
- Fica-se de baixa uns dias (coitado do país)
- As amigas ficam mais atenciosas :-)
- As amigas das amigas também ficam atenciosas ...
- No emprego podes pedir ao chefe para te ir buscar as folhas que imprimiste à impressora,
- Todos estão atentos para ti (se bem que às vezes parecemos um animal do zoo),
- Podem fazer-se apostas (do tipo quem tenha a unha maior, quem fica mais tempo sem tomar banho, etc)
- Até o vizinho do prédio, que não te grama a tiro, se dispõe a segurar a porta da rua,
- Voltas a ter 4 (ou serão 6?!?) anos para os teus pais e eles fazem-te as vontades,
- Na rua elas (se fores uma, lê eles) olham mais para ti (eu sei, eu sei, és o aleijadinho),
- Podes fazer posts em blogs sobre pernas partidas, e comentários noutros afins...
- E ... não podes andar de patins porque é perigoso :-P

Lá está, tudo tem as suas vantagens!

Bruno "BaKano" said...

Este gajo droga-se! Um comentario digno de ser um post no blog e aqui "escondido" dos olhos do mundo

lady_bug said...

ó mana, mas tu divertes-te a fazer esses filmes, ou não te conheço mesmo nada?